AUDIÊNCIA LOTA AUDITÓRIOS DA ALESP

Metroviários, parlamentares, sindicalistas e representantes de partidos políticos e movimentos sociais participaram da Audiência Pública Contra a Privatização em 29/5 na Assembleia Legislativa

O Plenário Tiradentes foi pequeno para a Audiência. Muitas pessoas assistiram à Audiência no Plenário Dom Pedro I, que fica ao lado, em três televisões. O evento atraiu representantes de vários setores da sociedade.

A Audiência denunciou vários aspectos do processo de privatização em curso das Linhas 5-Lilás do metrô e 17-Ouro do monotrilho. Entre eles, o fato de que o lance mínimo para a concessão das duas linhas proposto pelo governo Alckmin é de R$ 189 milhões. O valor corresponde a aproximadamente 2% do que o governo está investindo na construção dos trechos.

Em março deste ano, a base do governador na Assembleia Legislativa (Alesp) aprovou a transferência de R$ 200 milhões para a Linha 5, que estavam destinados à Linha 6-Laranja. Só essa transferência já cobre o valor do lance mínimo. O deputado Carlos Giannazi (PSOL), que agendou a Audiência, afirmou que “o governo constrói com dinheiro público e depois entrega de bandeja para a iniciativa priva lucrar muito, sem necessidade de investir”.

Denúncias

Durante o evento foi anunciado que quatro pedidos de investigação serão encaminhados ao Ministério Público e à Comissão de de Transportes da Alesp : 1º) sobre os R$ 200 milhões transferidos, 2º) os 26 trens sem uso na Linha 5, 3º) a insegurança do sistema CBTC e 4º) a contratação de Lucas Benvenuto, ex-executivo da Odebrecht para o departamento que tem o objetivo de implementar a entrega do Metrô à iniciativa privada por meio de privatizações e terceirizações.

Veja quem participou da Audiência

Carlos Giannazi (deputado estadual – PSOL), Zico Prado (deputado estadual – PT), Orlando Silva (deputado federal – PCdoB), Sâmia Bomfim (vereadora – PSOL)

Guilherme Boulos (MTST)

Representantes da CUT, CTB, CSP-Conlutas, Intersindical, Unidos Pra Lutar, Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil e Fenametro

Representantes do PSTU, MRT, Pastoral Operária e Fundacentro

Plínio de Arruda Sampaio Jr (Professor de Economia da Unicamp)

Simão Pedro (Deputado Estadual – PT, entre 2003 e 2014)

Ato Público Contra a Privatização

10/6 (sábado), a partir das 14h, na Estação Capão Redondo do Metrô

Participação de grupos de hip hop

 

2 1